Visualizações

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

"O emigrante é criança..."



Ser emigrante, na sua grande maioria, é o mesmo que percorrer um dia de uma criança.
Resultado de imagem para child tumblrNo conforto da nossa casa acordamos, juntos da família, os aromas indistinguíveis, a comida que vale ouro. Bem cedo, pela manhã, ganhamos coragem e saímos porta a fora a descobrir o mundo, umas vezes não queremos, mas acabamos por ser obrigados. A cada curva encontramos caras novas, outras já bem conhecidas, no entanto queremos percorrer mais esquinas, conhecer cantos novos, encontrar novas aventuras, lutar, descobrir, crescer.
Temos sempre a nossa casa e família como garantida, quando estamos menos bem ou nasce em nós alguma inquietação, automaticamente é destes que nos lembramos, pois sabemos que ali está o nosso cantinho, que nos amam assim como os amamos. Ao chegar o final do dia, tenha sido uma viagem gratificante ou não, nesta altura nada interessa, a não ser fazer o caminho de volta, olhar a paisagem percorrer cada canto da casa de olhos fechados, abraçar e ser abraçado pelos familiares e os amigos, repousar e esperar-mos que bata  o sono à porta, para cairmos em mantos confortáveis e dormirmos um sono profundo e merecido.