Visualizações

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

" Divagar sobre, para e no nada"

Se olharmos as estrelas, o que é que estas nos dizem ? Nada, um simples nada, assim como quando olhamos as nuvens a arrastar para longe no céu azul, nada. Quando as olhamos é o nada que reina à nossa volta, não temos nada para fazer, então vamos olhar para o nada, que nada nos diz, é um gesto estranho este nosso olhar.
 Podíamos debater-nos a vida inteira no porquê de fazer isto, porque não cantar para matar horas mortas, porque não pintar para aliviar o nervosismo, porque não rir e fazer rir para ficarmos mais animados, dançar para soltar energias... temos alturas em que vamos apenas olhar, reflectir e pedir opiniões ao nada, que nos dá nada como resposta. Há um gosto estranho e inevitável em nós de nos tornarmos cegos e surdos por momentos, encontrar silêncio e escuridão quando tudo à nossa volta berra e esperneia, mas porquê? Para que vivemos então, não é para nos mexermos e aproveitar ao máximo? Então e o dormir afinal de contas não foi feito para recarregarmos as energias? Porquê pausar enquanto a brisa da vida nos passa pelos cabelos?
Muitos dizem que estão em contacto com Deus, eu não duvido da fé, mas não me lancem areia aos olhos, também vocês procuram o nada milhares de vezes! Mas que vicio é este do nada?
Resultado de imagem para depress tumblrPor vezes acho que somos pobres depressivos, outras vezes, seres perdidos que se embebedam no vazio... até os animais, têm tendência a admirar o nada... que raio se passa com o mundo? Tanto para ser feito... ou será que é esse o problema? Estaremos nós fartos da maratona estonteante? Fartos de andar em círculos à procura de soluções inexistentes? Fartos de cantar sem o conforto do eco... o nada, nada nos diz e nós nada sabemos... mesmo assim preferi-mo-lo  muitas vezes, ao simples viver.