Visualizações

sexta-feira, 1 de julho de 2016

" O eu ainda existe..."


Desculpa mas o eu ainda existe, desculpa mas ainda há espaço mais do que suficiente para lutar pelos meus sonhos, viver as minhas aventuras, superar os meus desafios. Não me prendas, pois só me vou querer soltar. Não é que não te queira, quero, mas também me quero a mim, há espaço para ambos por isso deixa o vicio do apego, agarra a vida e aproveita o que ela te trás, o nós pode durar a chegar, mas se for feito com calma e prudência pode tornar-se eterno.